Encontro de Mulheres

Curada pela Graça

   É bom que o nosso coração seja fortalecido pela graça. Hebreus 13.9b

Toda alegria havia se escoado. Eu me sentia só apesar de estar rodeada por meus queridos. Cada noite eu chorava até conciliar o sono. Estava tão centralizada em torno de minha pessoa e tão preocupada com minhas próprias necessidades que não tinha amor algum para dar aos outros. Eu tinha medo de perder o controle, de prejudicar o ministério de meu marido, e acima de tudo de trazer vergonha ao nome do Senhor. Afinal de contas eu era cristã e os cristãos não deveriam ter depressão!!

Sou enfermeira e sei que muitas vezes há um motivo físico para problemas emocionais. Depressão pode ser causada por estresse físico, hormônios, alergias ou medicação, ou algum trauma do passado. Então, fui ao médico. Mas não consegui detectar nenhum “fantasma” me assombrando.

Sem dúvida surgiram os “bem-intencionados” que sugeriram ataque demoníaco, falta de leitura bíblica, de oração e de confissão de pecados. Analisei minha vida, mas não detectei nada que pudesse bloquear meu relacionamento com Deus. A Palavra me assegurava paz, mas eu não tinha paz. Com o salmista minha alma clamava: ‘Onde está o seu Deus? (Salmos 42.3,10). Meus amigos me faziam a mesma pergunta. Caminhei sem enxergar a vontade, nem o caminho de Deus, por mais de um ano.

Um dia, prostrada de joelhos, abri meu coração ao Senhor e ouvi a voz do Espírito Santo me fazendo uma pergunta: “Qual a pior coisa que poderia acontecer a você?” Eu sabia a resposta. Um dos meus maiores temores era perder meu marido e não ter condições de cuidar das minhas filhas. Teríamos de deixar o Brasil. Poderia ficar até hospitalizada pelo resto da minha vida, separada daqueles que mais amava. Então, aquela mesma voz me perguntou: “E se tudo isso vier acontecer? Eu a abandonaria? O que você poderia fazer para me impedir de amá-la?” Eu conhecia aquela resposta também. Ele havia prometido que jamais me abandonaria ou se esqueceria de mim (Hebreus 13.5b). Ele havia prometido que nada poderia me separar de seu amor porque eu estava em Cristo Jesus.

Pela primeira vez, em muitos meses, paz e alegria inundaram meu coração. Chorei de alívio. Se o pior me ocorresse, eu ainda teria meu Deus… E era isso que importava. Daquele momento em diante passei a começar o dia em oração, dizendo que não conseguiria enfrentar o dia sem Ele, pedia seu fortalecimento e que estaria vivendo um dia de cada vez. Tem sido assim até hoje. Um dia após o outro na dependência Dele.

Judith Kemp

Por isso, quero convidar você, mulher, a estar conosco nesse sábado, dia

20 de agosto de 2011, as 19h30,

para uma ministração especial que Deus tem para sua vida, que acontecerá em nossa igreja na qual o local já esta endereçado abaixo.

Espero por você!

Somos Mulheres

“Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.” (Lucas 10.38-42)

marta_maria

As mulheres do mundo moderno, até mesmo as mulheres de Deus, sofrem pressões de várias maneiras. Parece que nunca temos tempo suficiente… Pressão! Queremos fazer o melhor possível como esposas, mães, no trabalho secular… UFA!!! Pressão! Somos encarregadas de administrar o lar, as finanças e exercer com eficiência o papel de donas-de-casa… Pressão! Como você enfrenta as pressões da vida? Em paz ou em pânico?
Vemos 2 exemplos nessa passagem de Marta e Maria. Duas irmãs com pensamentos opostos no que se referia à administração dos afazeres diários. Quando Jesus chegou a casa delas, Marta convidou-O para jantar, mas ficou nervosa com os preparativos. Atarefada com a cozinha, pensando nos detalhes e ansiosa para que tudo saísse bem. Marta agitava-se de um lado para o outro. transpareceu sua intranqüilidade, estava agitada, preocupada com as panelas e a casa também.
Que mal há em se preocupar com as panelas e a casa? Nenhum. Desde que esta atitude não afete ninguém. Ela acusou Jesus – “Não te importas?”. Acusou Maria – “Ela deixou todo o serviço por minha conta.” E queixou-se da responsabilidade que assumiu.
Marta foi autoritária e não deu importância ao fato mais importante: Jesus estava ali! Ela ‘clamou’ no sentido de reclamar e não de suplicar em oração.Em contraste a essa correria desenfreada, encontramos a encantadora e pacífica – Maria.
Descansando aos pés de Jesus enquanto Marta está inquieta.
Adorando enquanto Marta se preocupa.
Em paz enquanto o pânico de Marta aumenta.
Sentada enquanto Marta cozinha.
Ouvindo enquanto Marta esbraveja.
Sendo elogiada por Jesus enquanto Marta censurada.

Se alguém nos observar hoje ou o nosso dia-a-dia, no corre-corre do lar, em reuniões da igreja ou ocasiões em que enfrentemos diversas pressões da vida, verão em nós que tipos de atitudes? As de Marta ou de Maria?

Pense por um momento:
Você vive em turbilhão ou é confiante e vive em paz?
No momento de desespero, você corre de um lado para o outro ou senta nos pés de Jesus?
Seu relacionamento com Jesus é prioritário em sua vida ou sempre está ocupado para desfrutar da Sua presença?

Será que já estamos prontas para receber a boa parte de Jesus? Ou precisamos refletir sobre algumas de nossas atitudes, que ainda nos impedem de desfrutar o melhor do Senhor?

Lembre-se:
Jesus está do nosso lado! Em nossa casa, trabalho, esperando uma oportunidade para lhe mostrar que o nosso tempo está nas mãos Dele e isso faz uma grande diferença no que se refere a ter paz ou entrar em pânico.

Diaconisa Luciane

Artesanato

Encontro de Mulheres - 03Abri2009(2)

Artesã Luciane

111

Sabonete glicerinado

Figura3(1)

Ingredientes:

  • Base para sabonete glicerinado (branca ou transparente);
  • Anilina (a mesma usada em bolos) para colorir;
  • Essência de sua preferência;

Modo de Preparo:

Em uma panela (se for de alumínio, colocar em banho maria, se for esmaltada não precisa).

Coloque um pouco de base glicerinada para derreter.

Em seguida, coloque aos poucos corante e essência de sua preferência e transfira para a forma de molde (pode ser de silicone ou PVC).

Sabonete líquido

Figura2(1)

Ingredientes:

 

  • Base para sabonete líquido (1 litro de base para 4 litros de água);
  • Anilina (a mesma usada no sabonete glicerinado) para colorir;
  • Essência de sua preferência;
  • Espessante ânfotero (para engrossar, 30ml para 1 litro de sabonete líquido):

Modo de Preparo:

Mistura-se a base na àgua, coloca o corante, a essência e por último o ânfotero.

Transfira para a saboneteira de sua escolha.

Rende 5 litros de sabonete líquido.

Agora é só usar sua imaginação!!!

Curso da Técnica do Biscuit

Encontro de Mulheres - 03Abri2009

“De bom grado trabalha com as mãos.”

Provérbios 31.13

 

pote de vidro decorado

Receita Básica da Massa de Biscuit

 

2 xícaras (chá) de cola branca

2 xícaras (chá) de amido de milho
2 colheres (sopa) de vaselina líquida
1 colher (sopa) de suco de limão – para não embolorar
2 colheres (sopa) de creme para as mãos –
de preferência não gorduroso

Como preparar:

Fogão – Coloque todos os ingredientes (exceto o creme para as mãos) em uma panela e leve ao fogo para cozinhar, mexendo sempre. Quando a massa estiver desgrudando do fundo da panela retire do fogo (lembra o ponto da massa para coxinha).

Separe uma colher do creme para misturar na massa e a outra colher, unte uma superfície lisa. Sove a massa até obter uma consistência homogênea e firme, que não grude nos dedos.

Guarde a massa dentro de um saco plástico até esfriar; depois, seque-a com um pano macio e troque de plástico.

Microondas – Coloque todos os ingredientes (exceto o creme para as mãos) em um refratário e leve ao microondas por 3 minutos, na potência máxima, mexendo a cada um minuto.

Como no outro procedimento, separe uma colher do creme para misturar a massa e a outra para untar uma supefície lisa. Sove a massa até obter uma massa homogênea e firme, que não grude nos dedos. quando estiver pronta proceda como na receita anterior.

curso de biscuit

Dicas da Artesã

  • Mantenha o restante da massa dentro de um saco plástico enquanto estiver tabalhando nas peças, para que ela não resseque.
  • Se a massa endurecer, embrulhe-a num pano, coloque-a sobre um prato e deixe-a receber um pouco do vapor de uma panela com água fervendo. Depois, basta sová-la novamente e guardá-la num saco plástico.
  • A massa de biscuit pode ser encontrada em cores variadas em lojas especializadas ou pode-se tingir a massa, caso preferir. Para tingir use tinta para tecido, à óleo, acrílica, guache ou anilina – sempre em pouca quantidade (após a secagem a cor pode ficar até 3x mais escura).
  • Quando terminar a peça, deixe secar em um lugar arejado; a massa estará totalmente seca em cerca de 2 ou 3 dias.
  • Para conservar melhor as peças, depois de bem secas, passe uma demão de verniz geral.

 

Congresso de Mulheres

Mulheres que tem se dedicado na obra do Senhor

 

Dia de benção e vitória!

Responsável pelo grupo: Diaconisa Luciane

Irmãs: Lindinete, Lourdes, Mônica, Isabel, Josefa, Vera, Telma, Janaína, Rosa, Isolina e muitas outras mulheres que cremos que virão.

 

Peça teatral: A Olaria de Deus

Figura1

“Levantai-vos, mulheres que viveis despreocupadamente, e ouvi a minha voz… ” Is 32.9a

 

convite do congresso

 

Vaso nas mãos do Oleiro