Culto da Virada

SAM_0010[5]


Palavra Profética para 2012

SAM_0013[8]

Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. Mateus 4:17

Jantar da Comunhão

SAM_0046[7]

 

O QUE EU FIZ EM 2011?

Por Leandro Leme

Sermão pregado em 31 de Dezembro de 2011 na IEMREGrajaú – São Paulo/SP

Texto: II Crônicas 7:15-22

INTRODUÇÃO

Salomão tinha uma obra a fazer: construir a casa do Senhor. Dedicou-se neste projeto porque amava a Deus e tinha uma profunda gratidão. Na sua humildade pediu um coração compreensivo, com uma sabedoria que foi maior de todas teve uma riqueza incontável e seu andar tinha que ser igual a do seu pai Davi. (1 Rs 3).

A história de Salomão nos faz refletir sobre o ontem, o hoje e o amanhã.

1. ONTEM: O que você fez?

 

a. Foi tudo em vão, sem propósitos?

b. Fez alguém sofrer?

c. Abençoou alguém?

 

Se o que você fez agradou o coração de Deus pode ter certeza que os Seus olhos e os Seus ouvidos estarão atentos a sua vida.

 

“Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar. Porque agora escolhi e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias.” 2 Cr 7:15-16 (ACF)

2. HOJE: O que você está fazendo?

a. Deus está incluído em seus planos?

b. É sensato, útil e proveitoso?

c. Vale para amanhã e para a eternidade?

 

Se o que você está fazendo está agradando o coração de Deus pode ter certeza que as promessas do Senhor se cumprirão na sua vida.

 

“E, quanto a ti, se andares diante de mim, como andou Davi teu pai, e fizeres conforme a tudo o que te ordenei, e guardares os meus estatutos e os meus juízos, também confirmarei o trono do teu reino, conforme a aliança que fiz com Davi, teu pai, dizendo: Não te faltará sucessor que domine em Israel”. 2 Cr 7:17-18 (ACF)

 

3. AMANHÃ: O que você fará?

a. Será do agrado do Senhor?

b. Trará bênçãos para a Igreja?

c. Glorificará o nome de Cristo?

 

Se o que você está pensando em fazer agradará o coração de Deus pode ter certeza que ninguém impedirá o agir de Deus na sua vida.

 

“Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” Isaías 43:13 (ACF)

PONTO DE ATENÇÃO!

 

Porém se vós vos desviardes, e deixardes os meus estatutos, e os meus mandamentos, que vos tenho proposto, e fordes, e servirdes a outros deuses, e vos prostrardes a eles, então os arrancarei da minha terra que lhes dei, e lançarei da minha presença esta casa que consagrei ao meu nome, e farei com que seja por provérbio e motejo entre todos os povos.

E desta casa, que é tão exaltada, qualquer que passar por ela se espantará e dirá: Por que fez o SENHOR assim com esta terra e com esta casa? (grifo autor)

E dirão: Porque deixaram ao SENHOR Deus de seus pais, que os tirou da terra do Egito, e se deram a outros deuses, e se prostraram a eles, e os serviram; por isso ele trouxe sobre eles todo este mal.

 

2 Cr 7:19-22 (ACF)

 

 

Mas, se você e o seu povo deixarem de me seguir, se desobedecerem às leis e aos mandamentos que lhes dei e se adorarem e servirem outros deuses, então eu os arrancarei da terra que lhes dei. E também abandonarei este Templo, que separei para ser o lugar onde devo ser adorado.

Aí todos os povos vão desprezar e zombar do Templo, que agora é tão glorioso. Todos os que passarem por perto dele ficarão chocados e perguntarão: “Por que foi que Deus fez isso com esta terra e com este Templo? ” (grifo autor)

E a resposta será: “Foi porque os israelitas abandonaram o SENHOR, seu Deus, que tirou do Egito os antepassados deles. Eles seguiram outros deuses e os adoraram e os serviram. Foi por isso que o SENHOR fez com que toda esta desgraça caísse sobre eles. ”

 

2 Cr 7:19-22 (NTLH)

 

CONCLUSÃO

“Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios.” Salmos 90:12 (ACF)

Portanto, avalie o que você fez, o que está fazendo em 2011 e o que fará em 2012. A decisão é sua!

SE O PAI SOUBESSE…

Em muitas Igrejas, escolas e lares, o PAPAI será homenageado através de programas, músicas e presentes. É uma lembrança justa e oportuna. Nesse dia, mais do que em qualquer outro, os pais se conscientizam de alegria, privilégio e responsabilidade que têm.

Deus deu-lhes filhos. Filhos que são “herança do Senhor”. Filhos que levarão o nome da família à sua posteridade.

Filhos que serão os construtores do mundo.

Que papel tem o pai na vida presente destes pequeninos seres, considerando o futuro que os aguarda? Qual é sua influência na educação espiritual, moral e intelectual dos seus descendentes?

O Senhor Jesus Cristo nos diz em Mateus 24.43: “Se o pai da família soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa.”

Os assaltantes não avisam quando atacam. Porém, há outros tipos de ladrões, cujos locais e horários de atuação podem ser detectados pelos pais. Estes ladrões roubam o tempo, a saúde, os pensamentos, a inteligência, a pureza moral e o coração dos nossos filhos. Ladrões, cujos os nomes são os mais variados, como: revistas e filmes pornográficos, amizades e reuniões mundanas, sexo livre, entorpecentes, maconha, heroína, ideologias, materialistas, etc.

É imprescindível, nos nossos dias, que os pais estejam a par do programa diário dos filhos, sejam eles crianças, adolescentes ou jovens. Os pais precisam saber onde e com quem andam seus filhos.

Há duas coisas que o Senhor Jesus recomenda ao chefe de família no versículo acima citado:

1º VIGIAR – estar atento, acordado, de sentinela, zelando pela integridade de sua prole.

2º NÃO DEIXAR SUA CASA SER ARROMBADA – enviar todos os esforços para que seu lar permaneça intacto, sem arrombamentos de ordem física, moral e espiritual.

A tarefa é árdua, difícil e longa. Porém, você, PAPAI, não está sozinho. Deus – o Todo Poderoso, que lhe conferiu a benção de ser pai, irá em sua companhia, porque Ele mesmo tem dito: “Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o Senhor teu Deus é contigo por onde quer que andares.” (Josué 1.9)

Parabéns, PAPAI, pelo seu dia! Seja forte e corajoso!

Esther Duarte Costa, Diretora Responsável, Revista O Evangelista de crianças, Apec

Homenagem aos pais

P10708207

2º domingo de Junho – Dia do Pastor

O segundo domingo do mês de junho é um dia importante, não apenas por que é o dia dos namorados, mas também porque é o dia do pastor. Confesso que nestes dias terríveis, não há um trabalho tão ingrato quanto o de pastor. Frequentemente igualados à essa classe de usurpadores e ladrões que, embora não seja a maioria (sim, a maioria dos pastores brasileiros é honesta e sobrevive com muito pouco), ocupam muito espaço no cenário midiático. E ser comparado com essa gente cansa! Porém, o chamado de Deus na vida do verdadeiro pastor faz com que ele passe por cima do seu orgulho, pisoteie o ego e continue exercendo sua tarefa.

É claro que nem tudo se resume à este mundo. Assim, nós pastores aguardamos o dia em que Deus nos dará a recompensa (mesmo que neste mundo não recebamos nenhuma). E é por amor a ele e às pessoas que nem sempre sabem reconhecer e retribuir o amor do pastor, que seguimos em frente. Nossa coroa está no céu!

À seguir, apresentamos em algumas linhas um pouco do que significa ser pastor:

Ser pastor é amar, ainda que o seu amor não seja correspondido.
Ser pastor é visualizar o que ninguém consegue ver e acreditar que sonhos podem se tornar realidade.
Ser pastor é abraçar o menino, já pensando no obreiro de amanhã!
Ser pastor é conversar com os anciãos da igreja, mesmo que a história deles já tenha sido contada várias e várias vezes, e ter no olhar o respeito por aqueles que já trilharam há muitos anos o seu caminho.
Ser pastor é apresentar sua ovelhinha ao senhor, tenra e pequena, sob o olhar emocionado dos pais.
Ser pastor é se despedir de um irmão querido, ovelha que cuidou com tanto zelo, mas que foi chamado novamente pelo senhor, chorar por ele e dizer: até breve amigo…
Ser pastor é estar no casamento, falando à noiva de branco, trêmula e emocionada, e ao noivo ansioso que segura a mão da amada, que a vida é bela, mas trará desenganos.
Ser pastor é sorrir quando o coração está chorando, é abençoar quando na sua própria vida só existem provas, é tentar secar as lágrimas da mãe desesperada que sofre com os filhos, ou aconselhar a esposa desiludida com o marido.
Ser pastor é ser cumprimentado na rua e ao mesmo tempo ver alguém disfarçando para não cruzar o olhar com o seu.
Ser pastor não é o título, é o homem que se torna, a palavra que se vive todos os dias, as dificuldades que são superadas e os testemunhos que vão se formando.
Ser pastor é ser simples, tendo os olhos sempre fitos no campo: afinal, as ovelhas estão sempre em movimento.
Leonardo Gonçalves
http://www.pulpitocristao.com/2011/06/mensagem-do-dia-do-pastor/

Quem criou o trabalho?

     Ouvimos hoje e, até com frequência, as expressões ‘Quem inventou o trabalho? Se eu pego (ou encontro) eu mato!’ Na maior parte das vezes nem imaginamos o quanto acabamos blasfemando, falando contra o que o próprio Deus estabeleceu.

“Deus  é quem ensina e instrui acerca do que há de fazer.” Is 28.26

Deus trabalhou!

“Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito.” Gn 2.1,2

     Grande obra foi esta a do Senhor. No entanto, Deus observou que apesar dos campos já estarem semeados eles ainda não tinham brotado, mas Ele observou também que mesmo se brotassem não havia quem o pudesse lavrar. Deus continuou trabalhando… Fez subir um vapor para regar todas as sementes e criou o homem para lavrar a terra. (Gn 2.5-8)

“E tomou o SENHOR Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.” Gn 2.15

Que lindo!!! Deus e o homem trabalhando…

“Então sai o homem à sua obra e ao seu trabalho, até à tarde. O SENHOR, quão variadas são as tuas obras! Todas as coisas fizeste com sabedoria; cheia está a terra das tuas riquezas.” Sl 104.23, 24

O trabalho É UM DOM DE DEUS!!!

“Todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom  de Deus.” Ec 3.13

     Diante do que vemos, observamos que o ‘trabalhar’ indica *atividades recíprocas de Deus como a do homem, fica claro que o trabalho é algo determinado por Deus. Desde o princípio o propósito de Deus para os homens é que eles trabalhem.

     *Porém, a penetração do pecado transformou o trabalho de uma alegria para uma labuta.

“Deus disse a Adão: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo. No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.” Gn 3.17-19

     *Dessa maneira o trabalho se tornou uma carga em lugar de uma benção e, embora não seja mau em si mesmo, perdeu algo de seu verdadeiro valor. Transformou-se numa ocasião de pecado, tendo muitas vezes como:

  • Idolatria – “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará a outro, ou se prenderá a um e desprezará o outro. Não podeis servir simultaneamente a Deus e a Mamon.” (Lc 16.13)  “É mais fácil que um camelo passe pelo buraco de uma agulha, do que entrar um rico no reino dos céus.” (Mt 19.24)
  • Vaidade – ”E olhei eu para todas as obras que fizeram as minhas mãos, como também para o trabalho que eu, trabalhando, tinha feito, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito, e que proveito nenhum havia debaixo do sol.” Ec 2.11
  • Exploração e opressão – “E puseram sobre eles maiorais de tributos, para os afligirem com suas cargas. E os egípcios faziam servir os filhos de Israel com dureza; Assim que lhes fizeram amargar a vida com dura servidão, em barro e em tijolos, e com todo o trabalho no campo; com todo o seu serviço, em que os obrigavam com dureza.” Ex 1.11,14
  • Avareza – “Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui. Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus.” (Lucas 12:15, 21).
  • Ganância – “Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença”. (Ex 20:17).”Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam. Não têm, porque não pedem. Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres”. (Tg 4:2-3) “Porque vocês podem estar certos disto: nenhum imoral, ou impuro, ou ganancioso, que é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus”. (Ef 5:5)

     *Desde os seus primórdios o cristianismo tem condenado a ociosidade, tanto na preguiça, quanto na falta do trabalho:

Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio. Pois ela, não tendo chefe, nem guarda, nem dominador, Prepara no verão o seu pão; na sega ajunta o seu mantimento. O preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Um pouco a dormir, um pouco a tosquenejar; um pouco a repousar de braços cruzados; Assim sobrevirá a tua pobreza como o meliante, e a tua necessidade como um homem armado. Pv 6.6-11

“E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos.” 1 Ts 4.11

“Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.” Ef 4.28

“Se alguém não quiser trabalhar, não coma também.” 2 Ts 3.10

“Digno é o trabalhador do seu salário.” Lc 10.7

     *Na redenção, todavia, o trabalho é transformado num meio de benção. Nosso Senhor, trabalhando como um carpinteiro, santificou o trabalho diário comum, e Paulo deixou-nos exemplo de trabalho honesto.

“Não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão?” Mc 6.3

“E, como era do mesmo ofício, ficou com eles, e trabalhava; pois tinham por ofício fazer tendas.” At 18.3

     Você que trabalha, seja em casa, em empresas, de uma forma autônoma ou na obra abençoe o seu trabalho. Abençoe o fruto de suas mãos e considere a labuta diária ao servir a Deus, pois aceitando os estabelecimentos do Senhor O aceitamos também.

Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. João 5.17

Feliz seja esse dia!!! Não pelo muito trabalhar, mas pelo cumprimento das escrituras… Feliz dia do trabalho!!!

                        * (O Novo dicionário da Bíblia/ editor organizador J. D. Douglas, ed. Vida Nova, tradução de R. P. Shedd – pag. 1626)